Um clube de caça submarina até no estatuto.


A história do I.C.A.R. se confunde com a própria história da caça submarina no Brasil e muito provavelmente foi o primeiro clube a incluir tal missão já no seu primeiro estatuto, aprovado em 14/01/1966.


Art.3: O ICAR é uma associação desportiva fundada com a finalidade de ensinar e incentivar a prática dos desportos náuticos, da pesca e das atividades subaquáticas, principalmente a caça submarina com objetivos e caráter amadorísticos.


Por diversas vezes a equipe brasileira de caça submarina escalada para disputar títulos internacionais era formada por atletas do clube.


Assim foi no Campeonato Mundial disputado no Peru em 1975, trazendo para o Brasil o título de Campeão Mundial, com a equipe integrada por Ricardo "Charuto" Dias da Cruz e Conrado Malta, chefiada por Eduwaldo Lisboa.


Por isso, com orgulho indisfarçável, podemos dizer que o I.C.A.R. foi campeão mundial. Tanto é, que a taça conquistada está na sala de troféus do nosso clube, em seu merecido lugar de destaque.
É nosso também o título Sul-Americano em 76, com o Brasil sagrando-se campeão por equipe e além disso a dupla campeã foi formada por Conrado e Charuto.


É impossível escrever a história da Caça Submarina no Brasil sem falar do I.C.A.R ou dos seus atletas, confundindo-se e fundindo-se muitas vezes as histórias enquanto vividas pelos mesmos personagens.
UM BREVE HISTÓRICO DA CAÇA SUBMARINA NO BRASIL X I.C.A.R
O início da caça submarina no Brasil remonta ao período da Segunda Grande Guerra, quando Raimundo Castro Maia trouxe o equipamento para o Brasil.


A partir daí o esporte foi se difundindo através dos pilotos das linhas aéreas internacionais de empresas brasileiras, muitos deles caçadores submarinos, que traziam para seus amigos adeptos do esporte o material importado de países mais adiantados como a França e a Itália. No pós-guerra (1946) surgiram os primeiros núcleos de caçadores brasileiros, no clube dos Marimbás e no I.C.R.J. Durante a década de 50 foram realizados os famosos Campeonatos Brasileiros em Angra dos Reis patrocinados pela então recém fundada Associação Brasileira de Caça Submarina, produto do esforço de pioneiros como e Eduwaldo Lisboa, Victorio Berredo , Amilar Vieira , Antônio Freitas, Victor Wellisch. Esses campeonatos ficaram famosos pelo peso mínimo de 2 quilos exigidos para as peças e também pela presença constante dos meros, o gigante dos fundos.


A historia do ICAR dá continuidade à historia da caça submarina no Brasil com suas equipes que contavam com um dos melhores grupos de caça submarina do mundo, com, Luiz "Lulu" Correia de Araújo, Douglas "Deg" McDowell, Cid Rossi e posteriormente com Charuto, Conrado, Badué além de outros.


Com esse grupo conseguimos os campeonatos estaduais nos anos de 67,68,69,70,71,72,74,76, o Sul Americano no Chile em 68, o Latino Americano no Brasil-73, jogos Luso-Brasileiros em 69, Torneio Internacional do Panamá, Vice Campeão individual na Espanha e a consagração com o título Mundial no Peru em 1975.


Durante este período destacamos o ano de 1975, em que metade da seleção brasileira, ou seja, dois dos 4 titulares escolhidos para representar o Brasil no Mundial do Peru, foram Ricardo Dias da Cruz (Charuto) e Conrado Guilherme do Pazo Malta, atletas do ICAR.


O ICAR passa então a ser chamado de super campeão pelos feitos acima mencionados, e considerado como um dos maiores centros de formação de caçadores de primeira linha do pais, destacando-se Luiz Kunt Correia de Araujo "LULU" que foi considerado um super-campeão individual conquistando os títulos fluminenses 67,69,71,e 72 feito que jamais seria igualado .


O ICAR continua sua trajetória fornecendo contribuições que se fazem presentes na proteção das espécies sendo o primeiro clube a limitar quantidade e espécies de peixes nos campeonatos, método que foi adotado de imediato pela Federação de Caça Submarina do Estado do Rio de Janeiro.


A partir de 1995 volta a compor a melhor equipe de caçadores retornando aos primeiros lugares de todos os campeonatos do calendário da F.C.S.E.R.J e da C.B.C.S.


Em 1996, por indicação da Confederação Brasileira de Desportos, o I.C.A.R. foi sede do campeonato brasileiro de caça submarina, resgatando para a cidade de Angra dos Reis a realização de um evento desse porte, o que não ocorria há mais de 20 anos. E, como não podia deixar de ser, o I.C.A.R. faturou o campeonato sagrando-se Campeão Brasileiro.